Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Projeto de São Carlos promove a inclusão digital de pessoas com deficiência intelectual
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Projeto de São Carlos promove a inclusão digital de pessoas com deficiência intelectual

 Iniciativa transdisciplinar prepara o aluno com deficiência intelectual para o mundo do trabalho, abordando aspectos tecnológicos e humanos sobre o tema.

  • Publicado: Quarta, 11 de Setembro de 2019, 19h06
  • Última atualização em Quinta, 12 de Setembro de 2019, 07h56

O projeto de extensão, “Inclusão Digital para Pessoas com Deficiência Intelectual”, é desenvolvido por professores e alunos do Câmpus São Carlos, em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). A iniciativa transdisciplinar prepara o aluno com deficiência intelectual para o mundo do trabalho, abordando aspectos tecnológicos e humanos sobre o tema. São atendidos treze alunos de uma turma especial da Apae de preparação para o trabalho.

O projeto, que iniciou suas atividades em agosto de 2017, conta atualmente com a participação de diversos alunos dos cursos Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) e Tecnologia em Processos Gerenciais (TPG), sendo 4 bolsistas e 9 voluntários. O projeto é coordenado pela professora Célia Kawabata e também participam os professores Fernando Salina, Ricardo Arai e Carla Vilaronga. Os alunos do projeto são acompanhados pela professora da Apae Karina Rodrigues Hungaro.

De acordo com a coordenadora do projeto é a Apae quem decide quais os alunos que devem ser atendidos pelo projeto, após avaliar quais deles poderiam ter mais ganhos com as aulas de informática. Segundo a professora Célia, os alunos possuem graus variados de deficiência intelectual. Uma das alunas possui deficiência auditiva, outro aluno tem baixa visão e alguns também possuem algum grau de deficiência física. A maioria não sabe ler nem escrever com desenvoltura.

Os encontros acontecem todas as quintas-feiras, das 9h às 10h30. As aulas são elaboradas em conjunto com todos os alunos que atuam no projeto com a colaboração da pedagoga Carla Vilaronga, doutora em educação especial e do professor Fernando Salina. No início da aula a equipe pede para cada um dos alunos expor o que aprendeu na aula anterior, e assim conseguem trabalhar a memória e a socialização dos conteúdos.

“Cada aula é temática e cada monitor senta junto ao aluno e o auxilia no que for necessário. Por exemplo, uma das aulas foi sobre as férias. O aluno foi convidado a elaborar um texto em editor de texto com figuras coletadas na internet sobre as férias e foi solicitado que ele ‘adivinhasse’ o que o monitor fez nas férias (para incentivar a criatividade). Ao final de cada aula é feita uma reunião e cada monitor expõe como foi o aprendizado do aluno que ele acompanhou”, contou a professora Célia.

Equipe do Câmpus São Carlos responsável pelo projeto

A aluna Joyce Viana, do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Câmpus São Carlos, contou que participa do projeto desde que ele teve início, em 2017, e que o percurso tem sido repleto de desafios e realizações. “Minha motivação é saber que estamos fazendo uma diferença positiva na vida desses alunos e de suas famílias e também saber que estamos incluindo esses alunos na sociedade, possibilitando assim maior independência, qualidade de vida, inclusão social e no mundo do trabalho por meio da ampliação de sua comunicação, habilidades e de seu aprendizado”, afirmou.

Todo o conteúdo produzido pelos alunos é publicado no blog da disciplina. De acordo com a professora Célia, o projeto aumenta a autoestima do aluno e proporciona conhecimento de mundo, uma vez que ele é convidado a explorar conteúdos diferentes na internet, além de colaborar para o aprendizado de letras e palavras. A coordenadora afirma que, apesar das deficiências, é possível verificar que os alunos atendidos possuem uma grande potencialidade que, por motivos diversos, deixa de ser explorada.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       


registrado em:
Fim do conteúdo da página