Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Começa a décima edição do Conict do IFSP
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Começa a décima edição do Conict do IFSP

Apresentações de trabalhos, abertura oficial e palestras marcaram o primeiro dia de atividades do 10º Conict e do 4º Conpog

  • Publicado: Quarta, 27 de Novembro de 2019, 23h32
  • Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 14h06

O tempo em Sorocaba estava fechado nesta quarta-feira (27), com céu nublado e chuva forte na maior parte do dia, mas o clima no Parque Tecnológico estava iluminado. Luz de novas ideias, de descobertas, de conhecimento produzido e partilhado por jovens e experientes pesquisadores do Instituto Federal de São Paulo. Pela décima vez, o IFSP realiza o seu Congresso de Inovação Ciência e Tecnologia (Conict), que há 4 anos é realizado juntamente com o Congresso de Pós-graduação (Conpog). O primeiro dia dos congressos foi repleto de discussões enriquecedoras.

A abertura do evento foi marcada por música, com a Banda Chá de Gengibre, do Câmpus Sorocaba. Após a apresentação dos alunos, foi montada a mesa de honra, que contou com: o professor Ragnar Orlando Hammarstrom, diretor-geral do Câmpus Itapetininga, que representou o reitor Eduardo Modena; o pró-reitor de Pesquisa, Eder José da Costa Saconni; o diretor-geral do Câmpus Sorocaba, Denilson Mirim; o presidente da comissão organizadora do 10º Conic, Sérgio Shimura; o presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Roberto Freitas. Também estavam presentes autoridades do município e diretores de vários câmpus do IFSP.

O professor Shimura foi o primeiro a falar, destacando o desafio de realizar um evento com a grandiosidade do Conict, desde a avaliação dos trabalhos, pois foram mais de 900 submissões, das quais 750 foram aceitas e serão apresentadas. Na sequência, o diretor do Câmpus Sorocaba, Denilson Mirim, falou sobre a honra e a luta de fazer o evento acontecer,e agradeceu a todos os parceiros e servidores que empenharam esforços na realização do Congresso.

O Presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Roberto Freitas, afirmou que o trabalho educacional realizado pelo Instituto Federal de São Paulo contribui diretamente para o desenvolvimento econômico e tecnológico da cidade. “O IFSP faz aquilo que eu acredito que é o caminho: colocar a pesquisa na prática. Pra mim é isso que faz a diferença, é esse o desenvolvimento de que o nosso país precisa. O que eu desejo é que esses trabalhos que os alunos estão apresentando se transformem em produtos e serviços que possam contribuir com o desenvolvimento da sociedade.” Freitas disse ainda que o IFSP é hoje o principal parceiro do Parque Tecnológico de Sorocaba e que em breve o local receberá um Laboratório de Energias Renováveis, que será instalado numa parceria com o Câmpus Boituva.

O pró-reitor de Pesquisa, Eder Saconni, mostrou números expressivos do Instituto em termos de projetos de pesquisa e projetos cooperados com empresas, destacando a marca dos alunos do IFSP, que ganham prêmios por onde passam. Ele afirmou que a Instituição busca constantemente potencializar os resultados dos estudantes: um exemplo é  o Edital 777/2019, por meio do qual serão investidos R$ 390 mil para apoiar a participação em Feiras, Mostras e Competições Técnicas e Científicas.

Palestras

Aconteceram quatro palestras ao longo do primeiro dia de evento. A primeira, “Gestão de Carreira e Marca Pessoal”, foi ministrada por Ênio Padilha, engenheiro eletricista, diretor da OITONOVETRÊS Produções. Na sequência, o professor do IFSP Michel Queiróz abordou a “Cibersegurança na Indústria 4.0: um panorama das vulnerabilidades e ameaças a dispositivos de IoT”. 

O assessor especial da Diretoria Científica da Fapesp, Luiz Nunes de Oliveira, falou sobre Fomento à Pesquisa, discussão que atraiu a atenção da jovem pesquisadora Letícia Carminanti, aluna do curso de Engenharia de Biossistemas do Câmpus Avaré. Ela contou que já trabalha num projeto que pretende submeter para financiamento, e assim pôde tirar muitas dúvidas.

A última palestra do dia foi sobre a Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia do IFSP (Inova), que teve como palestrantes os servidores Adalton Ozaki e Fábio Machado. Eles apresentaram os números da Inova, que em apenas dois anos de existência já conseguiu captar, via fundações de apoio, mais de R$ 1 milhão para Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). 

Por meio de editais de fomento, foram quase R$ 500 mil para P&D. Adalton e Fábio aproveitaram a oportunidade para divulgar o novo Edital de Inovação e incentivar os pesquisadores a fazer prospecção junto a empresas parceiras e a submeter propostas ao edital.

Nesta quinta-feira (28), a programação do 10º Conict e do 4º Conpog segue com centenas de apresentações de projetos de Iniciação Científica e de Pós-Graduação, além de mais três palestras. A primeira será "A indústria antecipando o futuro da mobilidade. Desafios de hoje, soluções de amanhã", com o diretor executivo de Pesquisa & Desenvolvimento da Shaeffler na América do Sul, Cláudio Castro. Na sequência, “Caninos loucos: plataforma aberta de Edge Computing”, ministrada pelo professor da Escola Politécnica da USP Marcello Zuffo, e “Maratona para inovação, estamos preparados?”, com o palestrante: Eliney Sabino, professor da Faculdade de Engenharia de Sorocaba.

Confira aqui as fotos do primeiro dia do 10º Conict.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página