Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > IFSP aparece no ranking das cem melhores escolas do país
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFSP aparece no ranking das cem melhores escolas do país

Avaliação é do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, divulgado na terça-feira

  • Publicado: Quarta, 16 de Setembro de 2020, 12h51
  • Última atualização em Quarta, 23 de Setembro de 2020, 09h34

Quatro câmpus do IFSP aparecem no ranking das cem melhores escolas públicas de ensino médio, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, divulgado nesta terça (15). O índice avalia todas as escolas municipais, estaduais e federais do Brasil. 

O Ideb, criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), varia de 0 a 10, e é calculado com base no índice de aprovação e reprovação dos alunos e nas notas em provas de português e de matemática de acordo com o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

O Câmpus Caraguatatuba, mais bem colocado entre os câmpus do IFSP no Ideb, aparece em sexto lugar no ranking de todas as escolas públicas de ensino médio brasileiras, com índice 7,2. Além de Caraguatatuba, configuram na classificação os Câmpus Birigui (índice 6,6), Votuporanga (índice 6,6) e Itapetininga (índice 6,5). 

A meta nacional estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para o ano de 2019 era a nota 5; no entanto, a média obtida pelas instituições de ensino públicas foi de 4,2. A meta para o estado de São Paulo, considerando-se o perfil e os desafios da região, foi de 5,2, mas o estado alcançou o índice 4,6. 

O diretor de Educação Básica da pró-reitoria de Ensino, Carlos Eduardo Pinto Procópio, aponta que os índices são reflexo dos investimentos realizados nos cursos técnicos integrados ao ensino médio, nos quais os alunos saem com a formação técnica e também com a formação formal do ensino médio. “Temos professores muito qualificados, com mestrado e doutorado, que passaram por outras redes de ensino e trazem essa bagagem para o IFSP. O capital humano incorporado nos últimos anos veio a somar com nossa política de valorizar os cursos técnicos integrados, buscando implementar em todos os câmpus a oferta dessa modalidade de ensino”, aponta. 

O resultado do investimento em recursos humanos é a oferta de ações que vão além do ensino regular, como Iniciação Científica, atividades de extensão, metodologias inovadoras. “Temos criado estratégias para garantir a permanência e o êxito de nossas alunas e alunos na Instituição, o que, consequentemente, gera um grande interesse em participar de atividades extraclasse e que, inclusive, extrapolam os muros da escola, proporcionando novas formas de aprendizagem”, exemplifica Carlos Eduardo.

Ideb

Criado em 2007 pelo Inep, o Ideb foi formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino.

O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias. As médias de desempenho utilizadas são as da Prova Brasil, para escolas e municípios, e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), para os estados e o País, realizados a cada dois anos. As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo único de alcançar 6 pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos. O índice também é importante condutor de política pública em prol da qualidade da educação. 

 

Saiba mais sobre o índice em http://portal.inep.gov.br/ideb.

registrado em:
Fim do conteúdo da página