Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

ptenfrites
Página inicial > Notícias > Conif analisa Diretrizes Curriculares para a Educação Profissional e Tecnológica 
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Conif analisa Diretrizes Curriculares para a Educação Profissional e Tecnológica 

IFSP criará Instrução Normativa para auxiliar na reformulação e implantação de cursos 

  • Publicado: Sexta, 16 de Abril de 2021, 11h09
  • Última atualização em Sexta, 16 de Abril de 2021, 12h53

O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) aprovou, no último dia 13 de abril, o relatório elaborado pelo Fórum de Dirigentes de Ensino (FDE), que analisou a Resolução CNE/CP nº 1/2021, o qual define as Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Profissional e Tecnológica.  

O objeto de análise principal do grupo de trabalho centrou-se nos impactos das diretrizes junto aos Institutos Federais (IFse demais instituições que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O documento alerta para a necessidade da avaliação das diretrizes junto a outras publicações, como a Magna Carta de 1988 (Constituição Federal) e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação brasielira (LDB/1996).  

Carlos Procópio, pró-reitor de Ensino do IFSP, esteve à frente da discussão realizada no âmbito do Conif e ressaltou que relatório procurou dialogar com os dispositivos político-pedagógicos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Segundo ele, a preocupação do FDE era de que as novas diretrizes pudessem dificultar a realização da missão dos Institutos Federais, assentada na formação integral e politécnica, sendo necessário deixar clara nossa posição, em relação ao tema das Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Profissional e Tecnológica". 

O reitor do IFSP, Silmário Santos, afirmou que Conif demonstra preocupação com a defesa da identidade da Rede Federal ao sinalizar que as novas diretrizes precisam considerar a especificidade dos IFs. De acordo com o reitor, o documento elaborado pelo FDE reforça o que já estava presente nas Diretrizes Indutoras, aprovadas há alguns anos, as quais apontaram a opção preferencial pelo ensino integrado. 

Desde a publicação das Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Profissional e Tecnológica, em janeiro de 2021, o IFSP criou um GT composto por representantes do Consup, do Conen, das Pró-reitorias e outros servidores especialistas no tema. O objetivo do grupo é oferecer um parecer sobre as Diretrizes e elaborar uma Instrução Normativa, visando estabelecer procedimentos que vão auxiliar na reformulação e implantação de cursos. 

Relatório Conif

Resolução CNE/CP nº 1/2021

registrado em:
Fim do conteúdo da página