Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Estudantes devem receber kits de alimentação até meados de agosto

Os recursos para a compra das cestas foram repassados aos câmpus na segunda; licitação já foi homologada

  • Publicado: Terça, 21 de Julho de 2020, 20h38

O IFSP realizou nessa segunda-feira (20) o repasse dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) aos câmpus para a aquisição de kits alimentação que serão distribuídos aos alunos da Educação Básica (Ensino Médio Integrado ao Técnico, Técnico Concomitante/Subsequente e Proeja). A previsão é que as cestas sejam entregues aos estudantes até o fim da primeira quinzena de agosto

A medida é uma iniciativa conjunta da pró-reitoria de Administração e da pró-reitoria de Ensino e visa auxiliar no enfrentamento da crise relacionada à Covid-19. Todo o processo de licitação para a aquisição das cestas básicas foi coordenado pela PRA, com base no levantamento feito pela PRE, que consultou os alunos para estimar a necessidade deles em receber as cestas.

Com a licitação homologada e o repasse dos recursos concluídos, cabe a cada um dos câmpus realizar os empenhos para a aquisição dos kits. Ao todo, serão repassados R$ 1,5 milhão, o que garante a compra de 20 mil cestas básicas. O dinheiro será distribuído entre os câmpus considerando o número de alunos que expressaram interesse em receber os alimentos.

A logística de distribuição ficará por conta dos câmpus. Neste primeiro momento serão disponibilizadas conjuntamente duas cestas, referentes a julho e agosto. Posteriormente, se houver necessidade, cada um dos câmpus poderá realizar a compra de novos kits alimentação com recursos próprios.

As cestas básicas foram elaboradas pelo comitê de alimentação do IFSP, formado por nutricionistas da instituição. Cada uma delas contém quatro pacotes de arroz branco (1 kg cada), dois pacotes de feijão carioca (1kg cada), quatro pacotes de macarrão 500g,  uma garrafa de óleo de soja, um sachê de extrato de tomate, dois pacotes de biscoito doce, quatro latas de sardinha em óleo, carne seca  (embalagem de 400g), um pacote de sal e leite em pó integral  (embalagem de 400 g). Com a licitação, a média de custo de cada cesta ficou em R$ 74.

PNAE - O Programa Nacional de Alimentação Escolar oferece alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional a estudantes de todas as etapas da educação básica pública. O governo federal repassa, a estados, municípios e escolas federais, valores financeiros de caráter suplementar para a cobertura de 200 dias letivos, conforme o número de matriculados em cada rede de ensino. Por causa da pandemia, em 2020 o governo federal autorizou a utilização de 70% dos recursos do PNAE para a compra de cestas básicas; os outros 30 % devem ser destinados à aquisição de produtos provenientes da agricultura familiar.

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página