Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IV Conept é iniciado com discussões sobre os desafios e avanços da Rede Federal

Congresso de Educação Profissional e Tecnológica do IFSP se estende até o dia 20 e engloba vários eventos paralelos em sua programação. Acesse aqui os vídeos do evento.

  • Publicado: Quarta, 19 de Setembro de 2018, 12h36
  • Última atualização em Sexta, 21 de Setembro de 2018, 13h10

Teve início nesta terça-feira (18) a quarta edição do Congresso de Educação Profissional e Tecnológica do IFSP (Conept).

Neste ano, o evento está sendo sediado pelo Câmpus Araraquara e tem como temática central os dez anos da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, com seu atual panorama e seus desafios.

O auditório do câmpus anfitrião ficou pequeno diante do público de mais de 400 pessoas que compareceram à abertura do Congresso.  Além de alunos e servidores de vários câmpus do Instituto Federal de São Paulo, também estiveram presentes autoridades locais e convidados de outros Institutos Federais.

Fizeram parte da mesa solene o Pró-reitor de Administração, Silmário Batista dos Santos, que representou o reitor do IFSP, Eduardo Modena; a Coordenadora Municipal do Trabalho e Economia Criativa de Araraquara, Camila Capacle Paiva, que representou o prefeito da cidade, Edson Edinho da Silva; o Pró-reitor de Ensino, Reginaldo Vitor Pereira; o diretor do Câmpus Araraquara, Marcel Pereira dos Santos, e a presidente da Comissão Organizadora do IV Conept, Cláudia Fonseca Roses.

A professora Cláudia iniciou os discursos agradecendo a todos os que se empenharam na organização do evento. Ela destacou a natureza multidisciplinar do congresso e as muitas oportunidades de integração nos vários eventos paralelos que acontecem durante a programação. Estão ocorrendo diferentes atividades, tais como: encontros de estudantes, de servidores da administração, de coordenadores de curso; discussões relacionadas ao processo seletivo, EaD, Napne, Pibid, residência pedagógica, educação alimentar e nutricional dentre outras. Para acessar a programação completa clique aqui.

O diretor Marcel Pereira destacou em sua fala a importância da educação, principalmente no atual contexto do país. “Estamos vivendo um momento delicado, em termos de política, de ética. A educação é o principal caminho para clarear nossa mente, para formar não só profissionais, mas pessoas que sejam capazes de ouvir, de compartilhar, que aceitem as diferenças e tornem a sociedade mais tolerante, mais humana”, afirmou.

O Pró-reitor Vitor Pereira fez um histórico de todas as edições do Conept, contextualizando-as com o momento vivido pelo país naquele momento. Nesta quarta edição do evento, ele destacou a importância da discussão sobre o currículo de referência e a identidade curricular dos cursos da Rede Federal, enfatizando que os Institutos Federais devem caminhar unidos, discutindo e promovendo políticas em prol dos estudantes e que incentivem o protagonismo juvenil.

O professor Silmário Santos destacou os avanços do Instituto Federal de São Paulo, que hoje, segundo ele, é um dos mais eficientes da Rede Federal em termos de execução orçamentária de custeio e assistência estudantil. De acordo com o Pró-reitor de Administração, isso é reflexo do cuidado e atenção que o IFSP tem como os alunos. Silmário falou ainda sobre o I Encontro de Administração: “estamos discutindo maneiras mais eficientes para que o aluno, lá na ponta, perceba o nosso trabalho, buscando diminuir a distância entre câmpus e reitoria. Vamos discutir e propor, junto com as demais pró-reitorias, caminhos para alcançar êxito nos nossos desafios”.

Conferência de abertura

O pró-reitor de ensino do IFSP, Reginaldo Vitor Pereira, foi o mediador da conferência de abertura do IV Conept, que abordou o panorama e os desafios para a Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Os conferencistas foram os professores Maria Leopoldina Veras Camelo, reitora do Instituto Federal do Sertão Pernambucano, e Sidinei Cruz Sobrinho, do IF Sul-rio-grandense, Câmpus Passo Fundo.

Eles trouxeram dados sobre a expansão da Rede Federal, destacando os avanços e as dificuldades dos Institutos Federais, que em 2018 chegam aos seus 10 anos. São hoje 643 unidades, mais de 78 mil servidores e aproximadamente um milhão de alunos em todo o país.

A professora Leopoldina Veras, que além de reitora é integrante da Câmara de Ensino do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), citou que um dos grandes desafios é oferecer uma formação pedagógica para capacitar docentes que não passaram por uma licenciatura e se deparam com o desafio de uma sala de aula onde irão formar professores, já que 20% das vagas oferecidas pelos Institutos devem ser destinadas a cursos de licenciatura. Ela destacou que a Rede Federal é a única no mundo a oferecer todos os níveis e modalidades de ensino, indo do ensino técnico integrado, concomitante e subsequente ao ensino médio; passando pela educação de jovens e adultos (EJA) até chegar às graduações onde estão inclusas os bacharelados, licenciaturas e cursos de tecnologia até as pós-graduações. Preparar continuamente os docentes para ensinar nesse universo tão diverso é um desafio e uma necessidade.

Sidinei Cruz destacou as forças e fraquezas dos institutos. Segundo ele, a demanda, a busca de novos alunos pelos IFs é crescente. São em média mais de um milhão e novecentos mil alunos que se inscrevem nos processos seletivos para concorrer a cerca de 480 mil vagas. Ele citou como ponto forte dos Institutos Federais a alta qualificação do corpo docente, onde mais de 80% dos professores são mestres ou doutores, assim como os profissionais técnico-administrativos, que são cada vez mais qualificados. Ele citou ainda o empoderamento dos estudantes da rede. Uma das fraquezas que ele destacou se refere aos índices de evasão, que ainda são muito altos.

Todos os dados apresentados pelos conferencistas estão disponíveis na plataforma Nilo Peçanha: https://www.plataformanilopecanha.org/.   

Números do Conept

Nesta edição, o Conept recebeu 250 trabalhos acadêmicos, dos quais 160 foram aprovados para apresentação e publicação. Muitos desses trabalhos serão apresentados nesta quarta-feira, a partir das 13h, quando acontecem as Mostras de Práticas Pedagógicas e Currículos Inovadores e de Projetos Integradores, além da sessão de pôsteres.

 Acesse todas as informações sobre o evento em http://conept.ifsp.edu.br/

Leia também: Confira a programação do IV Conept

registrado em:
Fim do conteúdo da página