Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Aluno do IFSP concorre ao Parlamento Juvenil do Mercosul 2018

  • Publicado: Terça, 27 de Novembro de 2018, 10h07
  • Última atualização em Quarta, 28 de Novembro de 2018, 12h23

O estudante Igor Gabriel Marçal de Oliveira, do curso Técnico em Química integrado ao ensino médio do Câmpus Matão, é um dos quatro paulistas a concorrer à vaga de parlamentar juvenil do Mercosul. Se eleito, ele exercerá o mandato entre 2018 e 2020, representando os jovens de São Paulo e do Brasil na instituição internacional. Vote aqui.

Ao todo, serão escolhidos por eleição 27 representantes brasileiros, que atuarão nos locais onde estudam, em Brasília e na sede do Mercosul em Montevidéu, no Uruguai.

Qualquer jovem entre 14 e 18 anos pode votar em um dos candidatos ao Parlamento Juvenil do Mercosul. A votação segue até 30 de novembro no site pjm.mec.gov.br.

O Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM) é uma ação do Mercosul, bloco econômico formado, dentre outros, por países como o Brasil, a Argentina, o Uruguai, o Chile, e que busca proporcionar aos jovens estudantes uma experiência de diálogo e protagonismo juvenil sobre temas de interesse comum dos países membros e associados, perpassando temas como educação, inclusão social, direitos humanos e democracia. Além de expandir seus conhecimentos, os estudantes participarão de debates e terão voz ativa na tomada de decisões, levando ao parlamento os interesses dos jovens de nossa região e atuando no desenvolvimento de seus projetos.

O trabalho apresentado por Igor aponta que a educação deve ser prioridade para a construção de uma sociedade justa. Intitulado “Formação política para os jovens”, o projeto consiste em oferecer formação sobre política para adolescentes, elevando a qualidade dos debates sobre o assunto e construindo um protagonismo juvenil baseado na ideia de que conhecimento é poder.

“Dizem muito por aí que a juventude é despolitizada e que não se interessa pelas questões sociais, políticas e econômicas. Isso é triste, porque é por meio da política que todos os cidadãos, sobretudo os jovens, podem contribuir para mudar a sociedade. Uma das conquistas dos jovens é o voto, por isso é importante reafirmar esse direito e garantir que possamos debater e contribuir de forma lúcida para a vida pública, escapando da demagogia e do senso comum”, afirma o estudante.

O projeto de Igor foi desenvolvido sob orientação do professor de Sociologia e Filosofia do IFSP Alan Eric Fonseca. Para o professor “é muito gratificante ver que um dos nossos alunos teve a honra de ser selecionado. É sinal de que apostar na juventude é algo válido e importante. É para isso que nós lutamos todos os dias, para proporcionar aos nossos alunos uma educação pública e de qualidade, formando jovens críticos que, com certeza, serão protagonistas de suas próprias vidas e também atuarão para uma sociedade melhor”.

registrado em:
Fim do conteúdo da página