Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > IFSP registra dois softwares no INPI
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFSP registra dois softwares no INPI

Softwares já estão em processo de transferência de tecnologia

  • Publicado: Terça, 23 de Junho de 2020, 15h12
  • Última atualização em Quarta, 01 de Julho de 2020, 10h18

Neste mês de junho, a Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia do IFSP (Inova) fez o registro de dois softwares no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), aumentando o portfólio de propriedade intelectual do IFSP. Os softwares são o Gateway ACL to Modbus TCP; e o ITS: sistema de transporte inteligente para monitoramento de tráfego e disseminação de eventos. 

Gateway ACL to Modbus TCP 

Desenvolvido pelo aluno Rodrigo Aristóteles, do mestrado em Automação e Controle de Processos, e pelo professor Tarcísio Fernandes Leão, do Câmpus São Paulo, trata-se de um software de integração em automação industrial (chamado de gateway).  Este tipo de software é fundamental no atual contexto da indústria 4.0, pois viabiliza a conectividade em plantas industriais existentes.

O custo da modernização das operações industriais pode ser significativamente reduzido com iniciativas como essa. O software foi desenvolvido para a integração de um robô manipulador a uma estação de trabalho.

O professor Tarcísio Leão dá um exemplo prático para ilustrar o funcionamento do software que, segundo ele, converte a "linguagem" ACL em Modbus.

“Imagine que você tem um celular Android e um celular iOS. O que um ‘processa’ o outro não entende. Por isso, um aplicativo de Android não ‘roda’ em iPhone. Na indústria acontece isso o tempo todo. Cada fabricante cria sua própria base. No entanto, um celular Android pode ligar para um iPhone porque o protocolo de telefonia é o mesmo. Então, dentro deles há um conversor para esse protocolo. O que fizemos foi fazer um tradutor para o robô poder conversar com a rede industrial”, contou.

Tarcísio disse ainda que o IFSP está em tratativas para a transferência da tecnologia para o Senai.

ITS:  sistema de transporte inteligente para monitoramento de tráfego e disseminação de eventos 

Sistema desenvolvido por alunos do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Câmpus Catanduva sob a supervisão dos professores Douglas Dias Lieira, Marco Antônio Colombo da Silva, Luiz Hideo Vasconcelos Nakamura e Rodolfo Ipolito Meneguette, que permite o cadastramento, controle e monitoramento de rotas interditadas. Através de um usuário cadastrador, é possível a inserção de rotas interditadas, ativação das interdições e visualização das rotas pelos outros usuários. Desta forma, o software busca otimizar o tráfego de veículos nas vias, reduzindo o congestionamento, o tempo que o usuário fica parado no trânsito e outras consequências causadas pelo congestionamento, como a emissão de CO2.

Para Rodolfo Meneguette, um dos diferenciais do software em relação aos serviços como Google Maps e Waze é a redução do tempo que as equipes de preparação e resposta a emergência gastam para atender a uma ocorrência, permitindo que o SAMU e os bombeiros cheguem de forma mais rápida ao local. 

O software já está em processo de formalização da transferência de tecnologia e está sendo utilizado pela Prefeitura de Catanduva, conforme notícia do portal do município:  http://www.catanduva.sp.gov.br/2020/01/20/aplicativo-alerta-interdicoes-no-transito-a-orgaos-de-emergencia/

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página