Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Psicólogos do IFSP organizam ações para ofertar acolhimento aos estudantes

As ações de apoio estão sendo feitas inclusive via redes sociais

  • Publicado: Quarta, 08 de Abril de 2020, 10h40

Em meio ao cenário atual de incertezas gerado pela pandemia de Coronavírus, psicólogos de diversos câmpus do IFSP estão buscando formas de tentar minimizar o estresse e o desconforto emocional que o isolamento social tem trazido aos estudantes.

Um exemplo de iniciativa bem sucedida é a lista de transmissão via WhatsApp criada por Marcelle Barros, psicóloga do Câmpus Suzano. Por meio dessa lista, que já teve adesão de um número grande de alunos, ela tem enviado a eles dicas diárias de controle de ansiedade, estratégias de estudo a distância e outros assuntos voltados ao bem-estar emocional.

Marcelle conta que a partir da lista de transmissão acabou criando um contato mais direto com os alunos, o que levou ao surgimento de demandas individuais, que tem procurado atender por meio de ligação ou videoconferência por WhatsApp. Ela explica que não se trata de um atendimento psicoterapêutico, mas de um apoio com escuta e orientações, dentro do campo da psicologia escolar, nos mesmos moldes do trabalho que ela realiza presencialmente no câmpus.

De acordo com a psicóloga, durante a quarentena é importante que a instituição amplie a oferta de estratégias que favoreçam o vínculo escolar e a sensação de pertencimento do estudante com seu câmpus. "A perda de rotina acadêmica é um fator que pode desencadear uma sensação de mal estar emocional, ligado à insegurança e vulnerabilidade", diz.  

Marcelle aproveita para enfatizar a importância da oferta de meios variados de suporte ao vínculo escolar. Segundo ela, além do apoio psicológico, é importante que neste período o contato entre alunos e professores seja mantido e que os projetos de extensão tenham continuidade. Ela também cita as videoconferências entre os colegas de sala e os grupos de WhatsApp da turma como formas de contribuir com a manutenção desse vínculo.

Ação similar à de Suzano está sendo realizada no Câmpus Registro. Mais uma vez o WhatsApp tem sido um grande aliado: após a suspensão das aulas presenciais, a psicóloga Carla Kawanami criou um grupo no app como forma de manter o contato com os estudantes. Nesse grupo, ela repassa desde informação sobre assistência estudantil até dicas de atividades para diminuir angústia e ansiedade. Carla conta que a Coordenadoria Sociopedagógica do câmpus, da qual ela faz parte, tem sido bem ativa, produzindo informes com orientação de estudo e dicas sobre nutrição e saúde, tudo isso tentando colaborar para que os alunos enfrentem este período da melhor maneira possível. 

 No grupo criado por Carla, não há possibilidade de interação entre os participantes, então ela sugere aos alunos que sentirem necessidade de atenção individual que entrem em contato no particular. Até agora, 35 estudantes do câmpus aderiram ao grupo.

Segundo o psicólogo Rafael Castro, da pró-reitoria de Ensino, estes são apenas dois exemplos entre várias iniciativas que vêm sendo desenvolvidas pelas equipes multiprofissionais presentes na maioria dos câmpus. "Nesse momento de isolamento, é extremamente importante unir esforços e trabalhar o fortalecimento dos vínculos institucionais", diz.

Rafael observa que cada equipe tem autonomia para construir o seu plano de ação, para que este esteja em sintonia com características locais, necessidades e possibilidades de cada câmpus. Contudo, ele acrescenta que o isolamento físico não pode e não deve significar um isolamento social por completo. "Mesmo entre nós, quase 40 psicólogas e psicólogos do IFSP, o diálogo virtual tem sido constante”.

Ele conta que o grupo elaborou uma carta conjunta, destinada a própria pró-reitoria de Ensino, na qual reforçam a importância de estabelecer parcerias e de priorizar atividades coletivas, tanto no que diz respeito à atenção aos alunos quanto no que diz respeito ao planejamento dessas ações que devem, preferencialmente, ser pensadas em equipe, pelos integrantes das coordenadorias sociopedagógica dos câmpus. Confira  o documento completo: Carta dos psicólogos do IFSP

Para ficar por dentro das ações que estão sendo planejadas e realizadas em seu câmpus, procure a equipe sociopedagógica (CSP) local, ou o setor equivalente de apoio aos alunos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página