Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFSP produz 10 mil protetores faciais para doação

Os protetores serão repassados aos câmpus, que ficarão responsáveis por encaminhá-los às instituições de saúde regionais

  • Publicado: Segunda, 13 de Abril de 2020, 10h18
Linha de montagem - Câmpus Bragança Paulista

 

O IFSP, por meio de uma ação da Inova e da pró-reitoria de Administração, está produzindo protetores faciais em escala. A previsão é que nesta semana pelo menos 10 mil protetores sejam repassados aos câmpus, para que estes os encaminhem a instituições regionais de saúde que trabalham diretamente no combate ao coronavírus.

Foto: Linha de montagem - Câmpus Bragança Paulista

A ação foi organizada da seguinte maneira: a PRA providenciou R$ 80 mil em recursos — provenientes de emendas parlamentares e da Setec — para a compra do acetato que compõe a parte da frente das face shields. Em paralelo a isso, a Inova articulou com empresas o corte desse acetato a doação dos suportes de cabeça . Também por meio da Inova e da reitoria, foi solicitado aos câmpus que fizessem um levantamento das demandas regionais pelos protetores, que até agora somam quase 10 mil pedidos.

Segundo o diretor da Inova, Alexandre Chahad, a ponte com o arranjo produtivo tem sido essencial neste momento. Ele diz que há um empenho grande do IFSP em conseguir o maior número de parceiros possível para que assim consiga colaborar no atendimento das demandas da sociedade neste período de pandemia. Até agora, contribuíram com doações as seguintes empresas: Cocal Energia Responsável, Sicoob, CleAlco Açúcar e Álcool S.A, Anef BP e Reis Ferramentaria.

Para a produção das face shields, que nesse caso consiste em acoplar o acetato aos suportes, estão sendo organizadas linhas de montagem em alguns câmpus: a primeira a entrar em funcionamento é a de Bragança Paulista. A previsão é que essas linhas funcionem também em São Paulo e Sorocaba. De acordo com Chahad, a estimativa é que o IFSP consiga produzir e distribuir, além dos 10 mil já previstos para esta semana , pelo menos mais 30 mil protetores faciais.

O pró-reitor de Administração, Silmário dos Santos, acredita que agir de maneira rápida e propositiva em cenários como o atual, como tem feito o IFSP, é imprescindível, estando no DNA das instituições governamentais em geral, e no da gestão atual do Instituto em particular. “Faz parte do nosso papel social”, diz.

Nessa mesma direção, o reitor Eduardo Modena afirma que o empenho do IFSP em produzir e doar face shields, assim como álcool glicerinado e máscaras de TNT, é uma maneira  de retribuir à população todos os impostos pagos por ela, o que de alguma forma, segundo ele, é o que o mantém as instiuições públicas funcionando. O reitor faz questão de elogiar e reconhecer os esforços de gestores, servidores e alunos que, em parceria com o setor produtivo, estão se mobilizando para ajudar no combate à pandemia.

Face Shields nos câmpus – Vários câmpus do Instituto vêm produzindo protetores faciais utilizando suas impressoras 3D e contando com o apoio de servidores e empresas locais. Conheça as iniciativas que já foram publicadas em nosso site institucional:

Câmpus São João da Boa Vista produz máscaras e protetores faciais para profissionais da saúde

Câmpus Capivari utiliza impressora 3D para produzir máscaras de proteção 

Câmpus São José ajuda na produção de face shield para profissionais da saúde

Câmpus Tupã produzirá face shields em parceria com a Unesp

Câmpus Presidente Epitácio realiza doação de máscaras faciais

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página