Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Professores do IFSP integram GT sobre Arranjos Produtivos Locais

O grupo pretende atualizar os critérios e indicadores para o reconhecimento de APLs no Estado de São Paulo

  • Publicado: Sexta, 03 de Julho de 2020, 13h37

A professora Andréia de Alcântara Cerizza, do Câmpus Birigui, e o professor Leandro Marcos Tessari, do Câmpus Campos do Jordão, integram o Grupo de Trabalho (GT) Arranjos Produtivos Locais (APLs), da Secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo. A nomeação dos docentes foi publicada no diário oficial em 3 de junho de 2020.

Constituído pela  Resolução nº 06,  em 29 de maio, o grupo tem como objetivos atualizar os critérios e indicadores para o reconhecimento de arranjos produtivos locais no Estado de São Paulo, estabelecer as características que identifiquem os níveis de maturidade de cada aglomeração produtiva e os conjuntos de ações propostas para cada condição e propor a periodicidade das atualizações e relatórios a serem apresentados pelas aglomerações produtivas.

 O GT é coordenado por Karina Sayuri Sataka Bugarin, coordenadora de Desenvolvimento Regional e Territorial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, em conjunto com Juliana Arnaut de Santana e Cláudia Cerqueira do Nascimento, respectivamente diretora técnica e assessora técnica da coordenadoria de Desenvolvimento Regional e Territorial. Além dos docentes do IFSP, o grupo conta também com a participação de pesquisadores de outras instituições de ensino e pesquisa.

As reuniões de aproximação e formação do grupo de trabalho começaram em agosto de 2019. Ao longo dos meses, o grupo revisou as normativas a respeito dos arranjos produtivos locais no estado, bem como participou do 1º Seminário Paulista de APLs , realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, nos dias 14 e 15 de outubro de 2019, no qual também estiveram presentes o pró-reitor de Pesquisa do IFSP, Eder Sacconi, e o diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica, Adalton Ozaki.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página