Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Câmpus Bragança formaliza a primeira transferência de tecnologia do IFSP

  • Publicado: Terça, 19 de Novembro de 2019, 10h48

No dia 11 de novembro, foi assinado o primeiro contrato de transferência de tecnologia do IFSP. A ação, realizada entre o Câmpus Bragança Paulista e a empresa Nautilus, é resultante da chamada CNPq-SETEC/MEC N º 17/2014 (Apoio a Projetos Cooperativos de Pesquisa Aplicada e de Extensão Tecnológica), e contou com o apoio da INOVA IFSP.

Transferência de tecnologia é o processo pelo qual uma organização transfere para outra um conjunto de conhecimentos técnicos ou científicos a serem aplicados na produção. A Lei nº 10.973, de 2 de dezembro de 2004, gerou incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo e possibilitou a efetivação de contratos de transferência de tecnologia.

Neste contexto, a empresa Nautilus, sediada em Nazaré Paulista e especializada no desenvolvimento, fabricação e comercialização de equipamentos para piscinas e SPA, procurou o IFSP com o objetivo de desenvolver um novo produto para ser lançado no mercado: um sistema automatizado para controle de piscinas. Do outro lado, professores e pesquisadores do Câmpus Bragança viram na chamada pública CNPq-SETEC/MEC uma oportunidade de viabilizar a realização desse projeto com financiamento de bolsas para pesquisadores e estudantes, compra de material e infraestrutura, e submeteram uma proposta, que foi aprovada em sua totalidade. A aprovação proporcionou a parceria entre o IFSP e a Nautilus e atendeu à demanda da empresa em ter uma equipe de desenvolvimento de novos produtos.

Após 2 anos de desenvolvimento, foi entregue para a empresa o “Sistema de Automação de Piscinas”, produto que controla, por meio do celular, computador ou tablete, funções como aquecimento, bombas, iluminação e cascata da piscina. Além disso, permite o agendamento dessas funções e o monitoramento a distância da temperatura da água.

Com a transferência de tecnologia, o Câmpus Bragança Paulista recebeu como contrapartida um sistema de controle de acesso no valor de R$ 25 mil, além de equipamentos e material de consumo no valor de R$ 20 mil. A parceria proporcionou também a capacitação e formação de professores e estudantes, sendo que um dos estudantes se tornou funcionário da empresa Nautilus.

O projeto foi coordenado pelo professor João Roberto Moro, atual diretor da unidade, e teve o envolvimento dos professores Vitor Garcia, Sérgio Ricardo Pacheco e André Marcelo Panhan e do tecnólogo em Eletrônica Industrial Murilo José de Carvalho. Durante o desenvolvimento, o projeto contou também com a participação de quatro estudantes do curso técnico em Eletroeletrônica, dois estudantes do tecnólogo em Eletrônica Industrial e dois estudantes do tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Equipe do projeto em frente ao sistema de controle de acesso obtido como contrapartida pela transferência de tecnologia. Da esquerda para a direita: João Roberto Moro, André Marcelo Panhan, Sérgio Ricardo Pacheco, Vitor Garcia, Murilo José de Carvalho.

registrado em:
Fim do conteúdo da página