Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Professor e alunos do IFSP participam da STEAM TechCamp Brasil

Equipe apresentou projetos desenvolvidos no Instituto para professores e gestores de todo o Brasil.

  • Publicado: Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 15h30
  • Última atualização em Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 18h12

O professor Edson Anício Duarte e os alunos Luiz Gustavo Xavier Tito e Vinícius dos Santos Ribeiro, do Curso Técnico Integrado em Eletrônica, e Grazielly Sousa de Lima, do Curso Técnico Concomitante Eletrônica, do Câmpus Campinas, participaram, no último dia 12, do STEM TechCamp Brasil, realizado na Universidade de São Paulo (USP). Edson participou do painel: "Orientando o desenvolvimento de projetos investigativos na Educação Básica”, no qual fez uma apresentação da metodologia que utiliza com seus alunos na condução da orientação de projetos Integradores. Já os estudantes fizeram parte de uma mostra científica, onde apresentaram projetos desenvolvidos no IFSP para professores e gestores de todos os estados do Brasil, mostrando seus protótipos, banners e diários de bordo.

O STEAM TechCamp Brasil é uma iniciativa voltada à aprendizagem ativa de STEAM (sigla em inglês cujas atividades interdisciplinares envolvem as áreas de conhecimentos de ciências, tecnologia, engenharia, artes e matemática). O programa tem foco na aprendizagem criativa, com abordagens investigativas e interdisciplinares, com destaque para a elaboração de propostas de planejamentos estratégicos para implantação de projetos nas escolas nos estados de origem dos participantes. Em 2020 o evento chegou à sua terceira edição, realizada de 10 a 14 de fevereiro, com a participação de sessenta professores e gestores de secretarias de educação de todos os estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal. 

O painel do qual o professor Edson participou contou com a presença das professoras Gislaine Delbianco (ETEC Trajano Camargo) e Raildis Rocha (Escola Estadual Priscila Fernandes da Rocha), com a mediação da professora Roseli de Deus Lopes (USP). Edson afirmou que o evento foi uma grande oportunidade para divulgar as boas práticas nos trabalhos de Iniciação Cientifica no ensino médio com professores de todo o Brasil. “Muito gratificante e motivador para a minha prática docente”, contou.

 Para o aluno Luiz Gustavo, a vivência com o desenvolvimento de projetos ajuda no crescimento pessoal e profissional, aplicando na prática todos os conteúdos aprendidos em sala de aula, trabalhando o pensamento crítico e criativo do aluno. Grazielly Sousa ressaltou que trabalhar com projetos é importante, porque além de fazer com que o aluno saia da sua zona de conforto, pesquise e obtenha mais conhecimento, também ajuda na sua independência intelectual, profissional e pessoal. “Nos leva a perdermos o medo de errar e a encontrar naquele erro uma oportunidade para crescer e melhorar”, contou. 

Já para o aluno Vinícius, trabalhar com projetos é gratificante e importante, pois além de proporcionar novos conhecimentos, exige, também, os  conhecimentos já adquiridos em sala de aula, estimulando a colocá-los em prática e, assim, garantindo que o aprendizado foi bem-sucedido. “A escrita do relatório técnico, a definição de prazos, o gerenciamento de custos, as apresentações orais, entre outros, são fatores que, associados aos projetos, auxiliam a evolução pessoal de cada estudante, preparando-o para os desafios que ele encontrará no decorrer de sua vida”, afirmou.

O Programa STEAM TechCamp Brasil é uma iniciativa da Embaixada dos EUA no Brasil em parceria com o Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) e apoio da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), Consed e Instituto 3M. Este programa tem como objetivo estruturar uma rede de multiplicadores formada por gestores das Secretarias Estaduais de Educação e professores líderes de ações escolares em Ciências, Tecnologia, Engenharias e Matemática (STEAM), com potencial e liderança para articular e aprimorar ações existentes e elaborar e implantar novas ações voltadas à aprendizagem ativa de STEAM nas redes públicas de educação básica do Brasil.

Desde sua primeira edição o STEAM TechCamp Brasil envolveu 180 educadores, com forte potencial multiplicador. As ações locais, implantadas pelos educadores que participaram da formação, somadas até a edição de 2019 atingiram 600 cidades, 17.000 professores e 94.000 estudantes em todo o Brasil.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página