Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

ptenfrites
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFSP tem quatro projetos premiados na 18ª edição da Febrace

Projeto do Câmpus Suzano foi considerado o melhor de SP em todas as categorias; dois projetos do Câmpus Campinas e um de Registro também foram premiados

  • Publicado: Segunda, 06 de Abril de 2020, 18h57
  • Última atualização em Segunda, 13 de Abril de 2020, 10h40

Neste ano, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) chegou à sua 18ª edição tendo que se reinventar. Devido aos riscos advindos da pandemia causada pelo Coronavírus, as avaliações foram realizadas virtualmente. Entre os dias 23 de março e 4 de abril, 761 estudantes dos ensinos fundamental, médio e técnico, de 295 instituições de ensino de todo o país, apresentaram 345 projetos finalistas. Entre esses, estavam projetos de sete câmpus do IFSP, dos quais três foram premiados.

O projeto “Crise dos antibióticos: bacteriocinas do soro de leite de vaca fermentado por grãos de kefir. Uma possível solução?", do Câmpus Suzano, foi um dos maiores destaques da Feira, sendo considerado o melhor do estado de São Paulo em todas as categorias. A pesquisa busca uma solução para oferecer uma alternativa barata, natural e eficaz para combater enfermidades a partir do uso das bacteriocinas presentes no kefir, produzido com o soro do leite de vaca, a partir de seu potencial antibiótico.

O projeto é desenvolvido pelas estudantes Samara Rossi de Barros Almeida e Sophia Rossi de Barros Almeida, egressas do Curso Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio, sob orientação das professoras Maria Raquel Manhani, Débora Higuchi e Fernanda Cristina P. F. Sales. As pesquisadoras foram premiadas na classificação geral (premiação do 1º ao 4º lugar), dentro da categoria Ciências Biológicas, e garantiram vaga para participar do evento científico INFOMATRIX BRASIL, previsto para acontecer ainda este ano em Santa Catarina.

Sophia e Samara Rossi são irmãs gêmeas e concluíram o curso técnico no IFSP em 2019, quando foram aprovadas no Enem para o Bacharelado em Ciência e Tecnologia da UFABC. Para elas, a possibilidade de atuar em pesquisa é algo engrandecedor. “O IFSP foi essencial para chegarmos tão longe! Tivemos a sorte de ter no Câmpus Suzano bons professores nos apoiando, laboratórios e materiais para levar os estudos adiante”, explicaram.

Confira aqui mais informações a respeito do projeto.

 

 

Premiação dupla no Câmpus Campinas

No Câmpus Campinas, duas pesquisas de Iniciação Científica foram premiadas. O projeto “Controle eletrônico para um sistema de circulação de água fechada para tratamento de lesões sofridas por impacto utilizando célula de Peltier” conseguiu a primeira colocação na categoria Engenharia e mais um prêmio de destaque da Associação dos Engenheiros Politécnicos. A pesquisa é desenvolvida pelos alunos Vinícius dos Santos Ribeiro, Victor Hugo Sijanas Mendes e Antônio César de Souza Rocha, todos do 3° ano do curso Técnico em Eletrônica Integrado ao Ensino Médio.

Confira aqui mais informações a respeito desse projeto.

 

 

O outro projeto premiado do Câmpus Campinas foi o “Totalizador de pessoas em recinto fechado com monitoramento remoto na nuvem”, desenvolvido pelo aluno Luiz Gustavo Xavier Tito, do 4° ano do curso Técnico em Eletrônica Integrado ao Ensino Médio. Este recebeu o Prêmio Oracle de Tecnologia. Os dois projetos foram orientados pelos professores Edson Anício Duarte e João Alexandre Bortoloti.

Confira aqui mais informações a respeito desse projeto.

 

Segundo o professor Edson Duarte, essa premiação representa a excelência dos projetos que são desenvolvidos pelos alunos do IFSP e é um incentivo para que mais estudantes comecem a se envolver com atividades de Iniciação Científica. O aluno Victor Sijanas comentou que os prêmios foram resultado de muito esforço da equipe. “Quando recebemos a notícia de que a feira aconteceria virtualmente, não deixamos de treinar. Apresentamos, dia após dia, para descobrir qual a melhor dinâmica de apresentação virtual. Agradecemos muito a todos aqueles que nos apoiaram e aos que se esforçaram para fazer essa feira acontecer, mesmo nas condições atuais”.

Para o aluno Luiz Gustavo, participar da Febrace 2020 foi uma experiência incrível, mesmo não sendo presencial. “Conhecer projetos e professores do país inteiro em uma das maiores feiras do Brasil me fez evoluir muito profissionalmente e pessoalmente. Além de dar mais visibilidade para os trabalhos desenvolvidos em redes federais de ensino”, contou.

 

 Câmpus Registro

O projeto “Grandes Mulheres da África”, do Câmpus Registro, foi premiado pela Associação Brasileira de Incentivo à Tecnologia e Ciência (ABRITEC) na categoria ABRITEC – EICCIE, na qual os contemplados receberão credenciais para a participação no EICCIE - Encuentro Internacional Colombista de Ciencia, Inovacion y Empreendimiento, que acontecerá em 2021, na cidade de Valledupar, na Colômbia.

A pesquisa é de autoria de Ligia Santos de Oliveira, aluna egressa do curso Técnico em Logística Integrado ao Ensino Médio, sob a orientação dos servidores Técnicos em Assuntos Educacionais André Santos Luigi e Iamara de Almeida Nepomuceno. O orientador contou que a premiação do trabalho de uma aluna negra sobre ensino de História da África que aborda questões de gênero sobre mulheres negras é muito significativa. Segundo Luigi, esse reconhecimento também incentiva os alunos a participarem da Feira de Ciências do Câmpus, a FECIVALE, da qual os vencedores são indicados para a Febrace.

Confira aqui mais informações a respeito desse projeto.

 

 

Outros projetos do IFSP que foram finalistas da Febrace

As aranhas do câmpus: Estudo da comunidade, Educação Ambiental e conservação das aranhas do IFSP – Câmpus Hortolândia

Alunos: Vivian Ayumi Bueno Takahashi, Vitor Henrique Massera, Isabela Zanchetta Rosada/ Orientadora: Luciana de Jesus Jatoba.

Depressão: Um transtorno biopsicossocial - Câmpus Registro

Aluna: Maraiza Nayara Mancio/ Orientador:Marcelo Bastos Lima.

Energia de vibração emocional para o auxílio na comunicação das pessoas com deficiência visual ou cegueira - Câmpus Guarulhos

Alunos: Nathalia Assunção das Chagas, João Pedro Gomes de Almeida/ Orientador: Robson Ferreira Lopes.

GREENDATA – Câmpus Salto

Alunos: Gabriel Augusto Bertolino Gomes, João Victor Araujo Corrêa, Gabriel Caleffo Soares Ricardo/ Orientador: Felipe Antonio Moura Miranda.

REPET - Sistema de reciclagem de garrafas PET baseado em cashback - Câmpus Salto

 Alunos: Letícia Miranda da Costa, Rafael Rodrigues Moreira, Lucas Xarelli/ Orientadores: Uesclei Costa e Érico Pessoa Felix .

Sistema de leitura de textos simples para cegos baseado em ferramentas de cloud computing- Câmpus Sertãozinho

Alunos: Beatriz Cardoso de Oliveira, Eduardo Augusto Ferranti/ Orientadores: André Luís Dias e Afonso Celso Turcato.

 Confira aqui todos os finalistas e premiados da Febrace

registrado em:
Fim do conteúdo da página