Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Professores do Câmpus Ilha Solteira realizam lives temáticas pelo YouTube

Bate-papos virtuais têm interpretação simultânea em Libras

  • Publicado: Quarta, 15 de Abril de 2020, 11h20
  • Última atualização em Quarta, 15 de Abril de 2020, 16h17

Os professores do Câmpus Avançado de Ilha Solteira encontraram uma maneira virtual e interdisciplinar de manter o vínculo com os alunos e partilhar conhecimento neste período de isolamento social. Eles estão realizando lives temáticas, por meio de um canal do YouTube, onde tratam desde temas relacionados à pandemia do coronavírus até debates sobre filmes e obras literárias.

De acordo com a professora Priscila Rossi, a ideia das lives surgiu da necessidade de manter contato com os estudantes e a comunidade. Segundo ela, tudo começou no dia 20 de março, com uma conferência online com participação de brasileiros moradores da Itália e da Inglaterra, para discutirem com os alunos e servidores sobre o cotidiano em tempos de coronavírus. Essa atividade foi organizada pelo professor de História do câmpus, Marcos da Cruz, com participação da Priscila e do professor Maurício Antonio Santini, da área de Infraestrutura.

A primeira live pelo YouTube foi realizada no dia 23 de março, com o tema "Como estudar em casa?", com orientações para os estudantes de como manter um ritmo de estudos e sobre a necessidade de manter-se fisicamente ativo e com alimentação adequada.

A partir daí, os encontros virtuais passaram a acontecer duas vezes por semana: às terças-feiras, quando o principal objetivo é promover discussões sobre temas relacionados à pandemia de Covid-19, sempre de forma interdisciplinar; e às quintas-feiras, quando o foco é trazer temas mais diversos, através do "cinedebate", promovendo diálogos entre as áreas de Ciências Humanas e Arte. O filme a ser discutido é escolhido pelos docentes de Humanas e Arte, divulgado no início da semana aos estudantes pelos grupos de WhatsApp, Facebook e Instagram.

Em todas essas lives, quem garante o suporte técnico é o professor Maurício Santini, que também atua como mediador, levando as perguntas que aparecem no chat para serem discutidas. Segundo Maurício, o grande desafio é aprender, em pouco tempo, a manusear as ferramentas da tecnologia da informação. “Não temos nenhum eixo correlato no câmpus, mas de pouco em pouco as transmissões estão sendo aprimoradas e conseguimos colocar mais recursos, como a transmissão simultânea em diversas redes sociais ou a inserção do tradutor e intérprete de linguagens de sinais”, contou.

A interpretação em Libras começou a fazer parte das transmissões justamente por causa de um questionamento durante uma live sobre vírus. A partir de então, o tradutor-intérprete de Libras (TIL) do câmpus, William Francioni, passou a fazer a interpretação simultânea. De acordo com Priscila, está sendo elaborado também um projeto institucional, para permitir a colaboração da TIL do Câmpus Presidente Epitácio nas interpretações. 

Todos os docentes do câmpus estão envolvidos nas transmissões. De acordo com a professora de Português/Inglês Cíntia Martins Sanches, os alunos têm participado ativamente das discussões. Ariane Santana, professora de Química, contou que, durante a live “Vírus o que são, como nos afetam e como nos proteger”, não apenas os alunos, mas a comunidade em geral participou tirando dúvidas, manifestando opiniões e promovendo um ambiente de muita interatividade e aprendizado.

Confira aqui o canal do Câmpus Avançado Ilha Solteira.

registrado em:
Fim do conteúdo da página