Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Câmpus Boituva e Guarulhos viram referência em Energia Fotovoltaica

Após ter projeto aprovado por edital da Setec, câmpus oferecerão formação na área

  • Publicado: Terça, 07 de Julho de 2020, 10h32
  • Última atualização em Segunda, 13 de Julho de 2020, 15h10

Os Câmpus Boituva e Guarulhos do IFSP foram contemplados pelo Programa para Desenvolvimento em Energias Renováveis e Eficiência Energética para a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Programa EnergIF). As unidades tornam-se Centro de Referência em Energia Solar Fotovoltaica para capacitação e para a formação formal de multiplicadores na Rede Federal. 

As atividades já estão previstas para ter início nesta quarta-feira (8), quando começam os processos para “aquisição de equipamentos de laboratório e montagem das bancadas didáticas para a utilização nos cursos de capacitação docente e de pós-graduação”, explica o docente Marcelo Shibuya, autor do projeto do Câmpus Guarulhos, que contou também com a participação do professor Alexandre Ribeiro e com o apoio da direção da unidade. Cada um dos câmpus contemplados recebe apoio institucional e um montante de R$ 200 mil para investimento em equipamentos.  

Professor Marcelo junto ao telhado para treinamento de sistemas conectados do Câmpus Guarulhos

 

Guarulhos oferece, desde o início de 2019, um curso de extensão de Instalador de Sistemas Fotovoltaicos. Outro curso, de extensão de Especialista Técnico em Energia Solar Fotovoltaica, deve ser iniciado até o fim deste ano. Graças a essas e outras atividades desenvolvidas no câmpus envolvendo energia fotovoltaica, a unidade reunia condições para tornar-se um centro de referência. 

A aprovação do projeto pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC) no programa que recebe apoio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH permite ao Câmpus Guarulhos a oferta de cursos de capacitação para docentes dos IFs ministrarem aulas em cursos de energia fotovoltaica nas suas unidades de ensino. O câmpus também irá preparar um curso de pós-graduação na área. Ambos estão previstos para ter início em 2021. 

Todos os cursos ofertados irão possibilitar aos moradores da região se capacitarem para uma profissão que é considerada como uma das mais promissoras atualmente.

O professor destaca que o Centro de Referência é um ganho para toda a região de Guarulhos. “Irá fazer com que haja a possibilidade da região se desenvolver em questões de energias renováveis além da geração de renda à população. Todos os cursos ofertados irão possibilitar aos moradores da região se capacitarem para uma profissão que é considerada como uma das mais promissoras atualmente”, afirma. 

Atualmente, o Câmpus Guarulhos do IFSP possui um sistema de geração fotovoltaica em fase final de instalação. A potência do sistema em instalação é de 28,81 kWp e foi resultado de um projeto de eficientização energética contemplado junto à empresa distribuidora de energia elétrica. Esse sistema poderá ser utilizado como um sistema demonstrativo aos alunos do curso de pós-graduação e participantes dos cursos de capacitação de professores. 

 Outros câmpus

O edital, que inicialmente contemplou o Câmpus Guarulhos, do IFSP, e o Câmpus Pesqueira, do IFPE, foi revisado e aprovou também os Câmpus Boituva, do IFSP, Poços de Caldas, do IF Sul de Minas, e Palmas, do IFTO. Assim, todos tornam-se Centro de Referência em Energia Solar Fotovoltaica para capacitação e para a formação formal de multiplicadores na Rede Federal. 

registrado em:
Fim do conteúdo da página