Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

ptenfrites
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Alunos do IFSP vencem jornada da Escola de Agricultura da USP

Projeto vencedor do Câmpus Piracicaba oferece diagnóstico da mastite em sete segundos

  • Publicado: Quarta, 23 de Dezembro de 2020, 19h04
  • Última atualização em Quinta, 24 de Dezembro de 2020, 13h11

Os alunos Adélia de Andrade e Vinícius de Oliveira, orientados pelo professor Thiago Siqueira, todos do Câmpus Piracicaba do IFSP, venceram o Programa Acelera da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” da Universidade de São Paulo (Esalq/USP). O projeto durou 90 dias e contou com mais de 200 inscritos de várias partes do Brasil. 

Da esquerda para direita: Vinicius, Iran, Adélia, Caroline, Sérgio e Thiago durante o Vacathon 2019

 

No último dia 12 de dezembro, foram anunciados os vencedores da jornada. Os participantes passaram por 32 horas de aula para uma imersão no universo do empreendedorismo e da inovação voltados ao agronegócio. 

A equipe vencedora MilCup Lab é formada pelas alunas Adélia de Andrade (Engenharia da Computação) e Vinícius José Ribeiro de Oliveira (Análise e Desenvolvimento de Sistemas), do Câmpus Piracicaba do IFSP, além dos alunos Sérgio Luís de Castro Junior (pós-graduação em Engenharia de Sistemas Agrícolas) e Caroline Ferreira Freire (Engenharia Agronômica) da Esalq/USP. O grupo foi orientado pelo professor Thiago Luís Lopes Siqueira, também do IFSP. O projeto recebeu, como prêmio, a quantia de R$ 10 mil.

O projeto do grupo consiste em uma caneca que, com um pouco de leite, traz o diagnóstico da mastite subclínica e clínica em sete segundos. A caneca possui sensores acoplados que realizarão a leitura e o processamento dos dados, enquanto o diagnóstico pode ser enviado ao visor da caneca. Além de acompanhar o visor, o produtor conseguirá visualizar os relatórios a curto, médio e longo prazo no aplicativo do seu celular e no software do seu computador. Já estão em andamento iniciativas para obter recursos de agências de fomento e para o registro da propriedade intelectual.

Thiago destaca que a equipe recebeu a notícia da vitória com muita emoção e alegria, principalmente ao lembrar as dificuldades trazidas pela pandemia. "O resultado nos mostra que estamos no caminho certo; agora o trabalho e a responsabilidade são ainda maiores. No meio de tantas adversidades no ano, vimos que podemos trabalhar e nos adaptar independente das circunstâncias. Com ajuda do professor Thiago Siqueira conseguimos evoluir, nos desenvolver e aprender muito", avalia a futura engenheira Adélia. 

Para Vinícius, que acabou de se formar em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, essa é mais uma de suas conquistas durante a passagem pelo IFSP. "Foi mais um "troféu" que tive a oportunidade de receber graças ao Câmpus Piracicaba nesses anos de estudos na graduação. Esse é um mérito do IFSP e também da minha turma. Tenho sido elogiado pela conquista, por alunos, parentes e conhecidos", comemora. 

O docente Thiago, que  coordena o curso de Engenharia de Computação no câmpus, reconhece a importância de reunir pessoas de diferentes instituições e áreas de ensino. "A engenharia e a computação aplicada são fundamentais para resolução de problemas da agropecuária digital, que carece de soluções tecnológicas inovadoras e profissionais motivados e qualificados."

Durante os meses do projeto, os participantes tiveram contato com pesquisadores e representantes do setor envolvidos com inovação e tecnologia direcionados ao setor agrícola. Na programação, foram compartilhados conceitos sobre modelos de negócio, novas metodologias, visão empreendedora, propriedade intelectual, modelos de financiamento, prototipagem, marketing e competências para o pitch perfeito.

Na etapa final, os estudantes, divididos em 23 equipes, apresentaram suas ideias de negócio e soluções tecnológicas direcionadas para resolver demandas do produtor rural. De acordo com a organização do evento, o que se viu ao longo das apresentações foram ideias que estão prontas para partirem para o processo de incubação, uma vez que o conjunto das propostas apresentou soluções para várias frentes do setor agro, para dentro e fora da porteira, no pasto, nos canteiros, nas estufas e nas florestas.

Saiba mais aqui.

Parcerias

A equipe foi formada em 2019 para participar do Vacathon da Embrapa Gado de Leite e venceu a competição, sob mentoria dos professores Thiago e Iran Oliveira (ESALQ/USP).  

Em 2020, os docentes procuraram incentivar a equipe para se capacitar, avançar no desenvolvimento do projeto e buscar recursos para criar a solução. E a equipe viu no programa Acelera Esalq/USP uma oportunidade para atingir esses objetivos.

Além das vitórias no Vacathon 2019 e Acelera Esalq/USP 2020, a parceria dos docentes também alcançou, com outro grupo de estudantes do Câmpus Piracicaba do IFSP e da ESALQ/USP, o segundo lugar geral no Vacathon 2020 e a disputa como finalista do Desafio Ideas for Milk 2020. Nessas equipes se busca promover a multidisciplinaridade e a diversidade.

 

Com informações da Esalq/USP.

registrado em:
Fim do conteúdo da página