Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

IFSP reúne servidores para workshop “Acolhimento, Integração e Cooperação”

  • Publicado: Quarta, 18 de Abril de 2018, 14h36
  • Última atualização em Quinta, 19 de Abril de 2018, 10h48

Nos dias 17 e 18 de abril, o IFSP reuniu, no auditório da Esaf em São Paulo, cerca de 240 servidores docentes e técnico-administrativos que ingressaram na instituição nos últimos dois anos para o workshop “Acolhimento, Integração e Cooperação”.

O encontro contou com diversas palestras e atividades realizadas por Walter Varella, professor do Instituto. Entre outros temas, ele abordou tipos de perfis e assinatura psicológica. Membros da Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD) e da Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos de Técnico-Administrativos em Educação (Cista) também passaram pelo evento para conversar com os servidores.

Lotada no Câmpus Birigui, a administradora Jandira Pazzini Pinheiro Eugênio acredita que essa iniciativa é importante para que os servidores conheçam a instituição, suas estruturas e políticas. Porém, para a servidora, o evento poderia ter sido realizado há mais tempo, já que ela ingressou na instituição em 2016, e somente agora o encontro foi realizado.   

Em sua participação no workshop, o reitor Modena afirmou que embora pareça um contrassenso reunir só agora servidores que ingressaram no IFSP há quase dois anos, esse é um momento muito importante, que permite aos servidores conhecerem um pouco melhor sobre a Rede Federal, sobre o IFSP, e também sobre seus diretos e deveres como servidores públicos federais.

Modena aproveitou a sua fala para fazer uma contextualização sobre o cenário político e econômico em que os Institutos Federais foram criados, e incentivou os servidores a conhecerem melhor a lei de criação dos institutos (lei nº 11.892/08) para, assim, entender melhor a respeito do que o IFSP já está fazendo e do que ainda não conseguiu mostrar para a sociedade.

O reitor encerrou sua fala dizendo que é importante que os servidores tentem fazer o máximo que puderem com os recursos disponíveis. Segundo Modena, só se sobrevive como instituição “se mostrarmos a que viemos por meio do ensino, da extensão e da pesquisa ‘linkada’ ao arranjo produtivo local”.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página