Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Curricularização da Extensão do IFSP é tema de discussões no segundo dia do Conemac

Desafios dos Cursinhos Populares e questões de segurança relacionadas a dados de usuários da internet também foram discutidos nesta quarta (28)

  • Publicado: Quinta, 29 de Novembro de 2018, 11h22
  • Última atualização em Sexta, 30 de Novembro de 2018, 09h51
Fernanda Sorrentino fala durante
a mesa sobre a curricularização 
da Extensão no IFSP

 

A Curricularização da Extensão no IFSP foi uma das mais importantes temáticas discutidas nesta quarta-feira (28), segundo dia de realização do V Conemac. O tema foi debatido em uma mesa-redonda que teve como convidados o pró-reitor Wilson de Andrade Matos e as servidoras da Pró-reitoria de Extensão Fernanda Sorrentino Atanes e Caroline Felipe Jango.

De acordo com a exposição dos participantes da mesa, a pró-reitoria de Extensão está trabalhando em articulação com a pró-reitoria de Ensino do IFSP na elaboração dos Currículos de Referência, processo que permitirá a inserção da Extensão na grade curricular, começando pelos cursos superiores e depois estendendo para os integrados, concomitantes e subsequentes ao ensino médio. A meta é que até 2023 a Extensão esteja inserida no currículo dos alunos do IFSP, devendo ocupar 10% da carga horária, por meio de programas ou projetos.

Wilson Matos (à esquerda) media conversa sobre os cursinhos populares

 

Outra discussão que contou com a presença do pró-reitor de Extensão do IFSP foi uma roda de conversa sobre os desafios técnicos e pedagógicos dos Cursinhos Populares. O professor Wilson foi o mediador e os estudantes Abner Santos Pereira e Leonardo Oliveira da Costa partilharam a experiência do Cursinho Educação e Cidadania (CEC), da UFSCar-Sorocaba, com estudantes de licenciatura do IFSP que atuam como professores em Cursinhos Populares dos câmpus do Instituto.

De acordo com Abner, o CEC adota o método Paulo Freire, trabalhando a partir de temas geradores identificados por meio de entrevistas com os alunos. Diante disso é definida uma problematização, e o conhecimento é organizado por meio das áreas do saber e aplicado. Segundo eles, as aulas do CEC são ministradas por três professores (alunos de licenciaturas e de mestrado) em cada turma, que abordam os temas de maneira interdisciplinar. “O objetivo é alcançar, ao final do processo, a humanização, emancipação, autonomia e liberdade. Num cursinho popular, a aprovação no vestibular deve ser uma consequência, e não um propósito”, contou Leonardo.

 Informação é poder

A realidade de vigilância na web e as questões de segurança relacionadas aos dados de usuários da internet também foram discutidas no segundo dia do Conemac. A temática foi abordada durante a mesa-redonda “Ciberespaço e a sociedade em rede: novas formas de expressão, conhecimento e comunicação humana”, que teve como convidados Mariella Batarra Mian, da Universidade Federal do ABC, e o professor Robson Ferreira Lopes, do Câmpus Guarulhos do IFSP.

O professor Robson trouxe dados e informações sobre os principais crimes que ocorrem na internet e como são praticados. Segundo os dados apresentados por ele, 74% da população brasileira acessa a internet de alguma forma; a maioria deles (81%), por meio das redes sociais e aplicativos de mensagens eletrônicas (80%). De acordo com Mariella, o Whatsapp se transformou na principal fonte de informação de muitas pessoas, as quais acabam sendo vítimas de desinformação causada por notícias falsas ou manipuladas.

Os dois debatedores chamaram a atenção para o fato de que informação é poder e que todos nós, usuários da internet, devemos ficar atentos à maneira como expomos os nossos dados na rede, pois eles podem ser usados para diversos fins criminosos, que podem ir do roubo de senhas, por exemplo, à manipulação daquilo que consumimos, ou até do voto.

O Ciberespaço continuará sendo temática de discussões nesta quinta, último dia do V Conemac. O assunto será discutido nas mesas: Cibercultura e cidadania e Ciência na rede: A difusão do conhecimento científico com arte e tecnologia. Para acessar a programação completa do Conemac, acesse: https://conemac.ifsp.edu.br/index.php/programacao.

Veja mais fotos do segundo dia de Conemac aqui.

Leia também: 

V Conemac tem início no Câmpus Barretos (publicada em 28/11/2018)

Trabalhos do V Conemac demonstram diversidade e interação do IFSP com a sociedade (publicada em 29/11/2018)

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página