Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Trabalhos do V Conemac demonstram diversidade e interação do IFSP com a sociedade

Diversidade marca apresentação de projetos do 5º Conemac

  • Publicado: Quinta, 29 de Novembro de 2018, 11h39
  • Última atualização em Sexta, 30 de Novembro de 2018, 10h14

A 5ª edição do Congresso de Extensão e Mostra de Arte e Cultura do IFSP (Conemac), realizado de 27 a 29 de novembro, no Câmpus Barretos, deixará como marca a diversidade dos projetos desenvolvidos nos 36 câmpus do Instituto Federal de São Paulo (IFSP). Além de abranger diferentes temáticas, os projetos evidenciam que, a cada ano, o Instituto fortalece a missão extensionista, com uma relação mais próxima e dialógica com a sociedade.

Ao todo, foram selecionados 213 trabalhos para apresentação, sendo 113 comunicações orais, 69 pôsteres e 31 oficinas. Uma oportunidade para estudantes e servidores conhecerem e compartilharem experiências e projetos, enriquecendo o processo educativo e a formação crítica nas relações com diferentes atores.

A maior aderência dos projetos com a sociedade foi a percepção do professor Luiz Carlos Rodrigues, coordenador de Extensão do Câmpus Suzano e um dos avaliadores das sessões de pôsteres. Em sua avaliação, os trabalhos desta edição estão com uma qualidade superior, tanto no que diz respeito aos temas abordados, à qualidade das apresentações e ao envolvimento da comunidade externa nos projetos. “Os trabalhos estão melhorando a cada ano, e isso é muito importante para o aprendizado dos estudantes e para fortalecer a imagem do Instituto”, considera.

A avaliação dos trabalhos também foi destacada como positiva pelo professor do Câmpus Barretos Alexandre Moraes Cardoso, que coordenou a sessão de apresentações orais na temática agroecologia. Ele enfatiza que os trabalhos desenvolvidos no IFSP estão inseridos na sociedade, com viés extensionista consolidado e indo ao encontro da missão do próprio Instituto. Os trabalhos apresentados em sua sessão, por exemplo, tratou do empoderamento da mulher no sentido de formação de renda a partir da agroecologia e agricultura familiar, além de contribuir para o desenvolvimento local e regional. “Nós ficamos felizes e empolgados com a evolução dos alunos e com a sua formação profissional e cidadã”, destacou.

A estudante Anna Luísa Staianov, do Câmpus Capivari, apresentou os resultados do projeto de extensão “Se o IFSP dança, eu danço!”, que visa a integrar a arte no ambiente escolar, possibilitando uma atividade acessível e gratuita aos estudantes e promovendo o sentido de pertencimento na comunidade. A estudante Tatiana Machado, também do Câmpus Capivari, apresentou o projeto “Liga dos Campeões: impactos dos festivais esportivos em contextos educacionais”, que envolve a comunidade interna e externa em atividades de integração. As duas estudantes são bolsistas e orientadas pela professora Irlla Karla Diniz.

Acolhimento e acessibilidade

Com a apresentação na modalidade pôster, Ana Carolina Toledo Adriano, estudante de Licenciatura em Matemática no Câmpus Caraguatatuba, compartilhou a experiência com o projeto Touba – Integração Social dos Refugiados na Comunidade Local, uma ação de extensão desenvolvida com 25 refugiados senegaleses, que escolheram o Brasil em busca de melhores condições de vida. Além do ensino da Língua Portuguesa, pelo qual serão certificados, o grupo participa de ações educativas que envolvem documentação, saúde, bem-estar e valorização de sua cultura e costumes.

A tradutora intérprete de Libras Edma Elis Mantoni e a bolsista Letícia Pires Heleno, do Câmpus Sorocaba, atraíram a atenção para a apresentação do projeto “Narrativas surdas”, um caso real de acessibilidade também na divulgação dos resultados. Usando Libras, a Língua Brasileira de Sinais, elas apresentaram ações de acessibilidade e práticas pedagógicas que potencializam a aprendizagem por meio de produções que respeitam as dificuldades de compreensão e permitem a construção de novos significados e mapas conceituais. Um projeto de extensão, no contexto da educação bilíngue, que contribui para a formação acadêmica humanizada.

Veja mais fotos das apresentações dos trabalhos aqui

Leia também:

V Conemac tem início no Câmpus Barretos (publicada em 28/11/2018)
Curricularização da Extensão do IFSP é tema de discussões no segundo dia do Conemac (publicada em 29/11/2018)

 

 

 

 

 

   

registrado em:
Fim do conteúdo da página